11/10/2018

Bomba queima e deixa moradores sem água da Agespisa em Pedro II

Sede da Agespisa (Créditos: Portal Rede 1)


Desde o inicio do mês, o sistema de abastecimento d’água de Pedro II foi surpreendida pela a queima da bomba principal da estação elevatória da Agespisa no açude Joana, que bombeia a agua bruta para a estação de Tratamento situado no bairro Caixa D’água.

A bomba de fabricação estrangeira foi encaminhada para Teresina. Entretanto, outras bombas foram utilizadas, sem sucesso. Para não haver total desabastecimento, a Agespisa utilizou-se dos poços tubulares perfurados na orla do Açude Joana, mais que não supre a demanda de abastecer quase todo o sistema.

Conformes informações repassadas pelo o servidor da empresa, José Narciso para o Portal Rede 1, nesta quinta-feira (11/10) ao meio-dia foi possível colocar em operação uma bomba que pouco a pouco começar a suprir a rede de abastecimento.

O funcionário da Agespisa acrescentou que a bomba está bombeando do Açude Joana a quantidade de 110 mil litros por hora, a fonte Pirapora também reforça o abastecimento com 12 mil litros por hora aproximadamente do liquido precioso.

Na rede de distribuição da Agespisa em Pedro II também conta em atividades três setores independentes de fornecimento d’água: O poço tubular na Aroeira de Baixo abastece a Aroeira e Lajinhas; o poço tubular da Santana abastece a Pichumeta e Descoberta e o poço tubular do bairro Santa Fé contribui com o abastecimento daquele bairro.





Nenhum comentário:

Postar um comentário