21/06/2018

Compositor acusa seresteiro de Pedro II por uso indevido da música “nota 10”

Polêmica: Compositor acusa seresteiro de Pedro II por uso indevido da música “nota 10”
Cantor e compositor Paulynho Paixão e o seresteiro Kabral - reprodução/Internet
Nos últimos dias, uma música tem sido palco de polêmica no estado do Piauí. O cantor e compositor Paulynho Paixão tem acusado o seresteiro Kabral de uso indevido da música “Nota 10”.

Nesta quarta-feira (20/06), Paulynho Paixão que é natural do município piauiense de São Miguel da Baixa Grande se irritou numa publicação em uma rede social onde acusa o pedro-segundense Kabral: “Você está proibido de cantar a minha música Nota 10 sem antes conversar comigo e a gente resolve OK”.

A ameaça do rei do coladinho não parou por ai: “estou entrando na justiça porque você está agindo de má fé” argumenta.

“Cantando a letra da música toda errada” finaliza o compositor e cantor Paulynho Paixão numa postagem em rede social.


O seresteiro Kabral foi entrevistado na Rádio Matões FM de Pedro II nesta quinta-feira (21/06) e foi interrogado sobre a polêmica com Paulynho Paixão: “Eu gravei essa música e está com três anos. Ele ligou pra mim e disse o preço e falei das minhas condições. O Paulynho vendeu a música para o Júnior Viana.”

O seresteiro continua; “... a (empresa) A3 de Fortaleza editou (a música). Eu não estou proibido de cantar nos palcos, por que não recebi nenhum mandato judicial” explica Kabral.

“Ele (Paulynho Paixão) até questionou a questão da letrada música, dizendo, rapaz tú tá cantando a música toda errada. Na época que ele gravou, eu muito fã dele, o que eu fiz ai foi tipo uma besteira de fanatismo ...” destaca o seresteiro sobre a questão do plágio.


A música que é o centro da discórdia entre os dois artistas piauienses já está sendo interpretado por outras bandas e cantores nacionais, motivo este que deve ter iniciado a polemica em torno de autoria e direitos da música.






Nenhum comentário:

Postar um comentário