10/06/2018

Açude Joana em Pedro II diminui seu volume e passa ter 12% de sua capacidade

Açude Joana em Pedro II diminui seu volume e passa a ter 12% de sua capacidade em maio de 2018
Açude Joana registrado no dia 10/06/2018 (foto: Neto Santos)

O último boletim de monitoramento de reservatórios da Agência Nacional de Águas (ANA) volta a demonstrar números negativos sobre o volume de água do Açude Joana em Pedro II.

Conforme o dado datado no último dia 12 de maio de 2018, o açude Joana está com sua capacidade de apenas 12,28%. O boletim anterior do final de fevereiro, o reservatório contava com 14,06% de volume d’água.

Os preocupantes desses dados revelam que o Açude Joana perdeu quase 2% de seu volume d’água em pouco mais de dois meses, mesmo dentro dos meses chuvosos de março e abril.

Pedro II: Açude Joana diminui seu volume e passa ter 12% de sua capacidade
Dados da ANA (reprodução Internet)
Desde fevereiro, a Agespisa está utilizando como fonte única de abastecimento, a captação direta do Açude Joana, quando da crise hídrica agravada nos meados de 2017, quando a Agespisa passou a captar água do Olho D’agua Pirapora e de poços perfurados na orla do Açude Joana.

Por conta de contenção de gastos com energia elétrica e o aumento do volume d’agua do açude Joana em fevereiro, a diretoria da empresa resolveu usar como fonte principal o manancial do Joana.

Por hora são retirados em torno de 200 metros cúbicos por hora que são levadas para a estação de tratamento e distribuídas pela a rede no centro e nos bairros da cidade.




Nenhum comentário:

Postar um comentário