14/05/2018

Pedro II fecha com saldo negativo de empregos no primeiro semestre de 2018

Pedro II fecha o primeiro trimestre deste ano com saldo negativo de empregos
Pedro II fecha com saldo negativo de emprego no primeiro trimestre de 2018 (créditos: Portal Rede 1)

Dados do Cadastro Geral de Empregos e Desemprego (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou o balanço geral do primeiro semestre de 2018 relacionada aos números de admissões e demissões em todo o Brasil.

Os dados do município de Pedro II apontam para repetições de saldos negativos quanto o assunto é a geração de emprego e renda no que tange a formalização da mão de obra.

No período que compreende os meses de janeiro, fevereiro e março deste ano em Pedro II foi formalizados apenas 47 novos posto de empregos. Os números de demissões foram maiores, onde 49 profissionais foram desempregados, resultando em um saldo negativo de 2 postos de trabalhos.

Em todo o ano de 2017, a cidade de Pedro II já havia amagado o número negativo de empregos, fechando aquele ano com menos 78 vagas de empregos.

Nos dados do CAGED também divulgou os salários médios das profissões da iniciativa privada nos municípios.

Em Pedro II, as profissões que tem os melhores salários, são: Gerente comercial com um salario médio de R$ 1.516,00; operador de Betoneira com um salario médio de R$ 1.383,00; Pedreiro com um salario médio de R$ 1.366,00; Frentista com um salario médio de R$ 1.307,00 e Recepcionista em geral com um salario médio de R$ 1.012,00.

Matéria Relacionada:



Os dados do CAGED também demonstram os salários pagos pelas as profissões em Pedro II
Publicidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário