12/02/2018

Pedro II: Moradores de ruas sem calçamento sofrem com alagamentos

Ruas sem calçamentos com buracos e lama em Pedro II
Rua Joaquim Braga com a Rua Raimundo José Leite (créditos: Portal Rede 1)


Os moradores de diversas ruas da cidade de Pedro II têm sofrido com a ausência de investimentos no saneamento das vias públicas. As poucas obras de calçamento não tem acompanhada a grande demanda de ruas que necessitam dos benefícios.

Em quanto no período seco, às ruas são tomadas por poeira; no período chuvoso essas mesmas ruas são tomadas por lama e buracos, ocasionando prejuízos principalmente aos moradores.

O autônomo Gilvan Santos, morador da Rua Joaquim Braga no bairro Boa Esperança destaca o sofrimento de um trecho de cruzamento que ficou sem pavimentação na rua em que mora: “esse trecho alaga e por pouco não invadem as residências aqui. Eu tenho uma criança de 10 meses e ficamos aqui no meio destas águas empossadas”.

A situação é semelhante com trechos de ruas do bairro Santa Fé, que ficam inundadas, passando vários dias com acumulo de água, devido à falta de calçamentos complementares entre as ruas Raimundo José Leite com a Epifânio Getirana e com a Costa e Silva.

Ruas sem calçamentos com buracos e lama em Pedro II
Trecho da Rua José Galvão no bairro Cristo Rei (créditos: Portal Rede 1)


Ruas sem calçamentos com buracos e lama em Pedro II
Trecho da Rua José Galvão no bairro Cristo Rei (créditos: Portal Rede 1)
No bairro Cristo Rei, a situação se repete. A Rua José Galvão também não tem calçamento e os moradores vivem com as ruas com mistura de água de chuvas e esgotos vindos das casas.


Ruas sem calçamentos com buracos e lama em Pedro II
Rua Travessa João Mendes no bairro Caixa d'água (créditos: Portal Rede 1)


Ruas sem calçamentos com buracos e lama em Pedro II
Rua Travessa João Mendes no bairro Caixa d'água (créditos: Portal Rede 1)
Investimentos: Na Rua Travessa João Mendes, no bairro Caixa D’água uma pequena extensão da referida rua foi depositadas materiais de construção para a pavimentação do trecho. 

Com parceria realizada com o Governo do estado no valor de R$ 76.674,00 (setenta e seis mil, seiscentos e setenta e quatro reais), na a placa fixada sobre as informações da obra deixa claro que a mesma deveria ter sido concluída no mês de outubro do ano passado.


Publicidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário